Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

TERRAS DE AGUIAR - PARADA DO CORGO

Esta é a tua terra. Ama-a, estima-a, Respeita-a. Ajuda-a a ter futuro respeitando o seu passado. Não esqueças: Foi nela o teu berço, o dos teus pais, e avós.

TERRAS DE AGUIAR - PARADA DO CORGO

Esta é a tua terra. Ama-a, estima-a, Respeita-a. Ajuda-a a ter futuro respeitando o seu passado. Não esqueças: Foi nela o teu berço, o dos teus pais, e avós.

Síntese Histórica do Concelho de Aguiar

Conhecidas nos primórdios da nacionalidade como as terras de Aguiar de Pena, nome tirado do velho castelo roqueiro com a mesma designação, ou seja da Pena, assente num penedo colossal que seria uma das referências da região, com o nome de Aguiar advinha-lhe do facto de ser um povoado de águias.

Delimitada a norte pela terra de Chaves e Montenegro, a leste e sul pela terra de Panóias e a ocidente pelas terras de Bastos. A ocupação humana deste território, remonta à época megalítica, muito anterior à ocupação romana, como testemunham as várias antas, mamoas, sepulturas e o espólio arqueológico encontrado em vários locais, principalmente na serra do Alvão.

Nos finais do século III a.C. começa a colonização romana do território actualmente português.

Posteriormente e até à fundação do reino de Portugal, este território foi sucessivamente ocupado por Suevos, Visigodos e Muçulmanos. Após a criação do Reino, é atribuído o primeiro foral à Terra de Aguiar de Pena pelo Rei D. Manuel, em 1515.

Em meados do século XIX as reformas administrativas efectuadas ao nível autárquico, deram a actual configuração ao município.

SEGUIR-ME AQUI

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D